Laboratórios

Observatório Tecnológico:
ot4Site OT

O Observatório Tecnológico (OT) foi criado por professores da Universidade Federal do Ceará (UFC) financiado pelo Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq) e pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB), com o intuito de fazer estudos das cadeias produtivas existentes no estado do Ceará. Este estudo se iniciou com as cadeias do Petróleo e Gás (P&G) e Metalmecânica. O objetivo inicial foi realizar um levantamento das demandas e ofertas tecnológicas existentes em cada elo destas cadeias produtivas.

Núcleo de Inovação, Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos:

O Núcleo de Desenvolvimento e Inovação foi criado pelo professor José Belo Torres da Universidade Federal do Ceará (UFC), com o intuito de criar e desenvolver produtos que possam facilitar o trabalho de pessoas carentes, para isso utilizando conhecimentos de Engenharia do Produto. Atualmente o núcleo está desenvolvendo um projeto de uma prensa para auxiliar o trabalho de catadores de recicláveis. O Núcleo está localizado no Campus do Pici da Universidade Federal do Ceará, no piso superior do Bloco 715.

Pesquisa Operacional em Produção e Logística (OPL):

normalSite OPL

O OPL é um grupo de pesquisa de alto nível vinculado ao Departamento de Engenharia de Produção da Universidade Federal do Ceará (UFC), sendo formado por docentes e discentes da UFC e tendo colaboradores em outras instituições de ensino e pesquisa do Brasil e do exterior.

São desenvolvidos projetos de pesquisa em problemas de grande relevância para o setor produtivo bem como a sociedade em geral, visando a solução de problemas reais, o incremento dos níveis de eficiência e eficácia dos sistemas estudados, a formação de recursos humanos de alto nível, assim como a veiculação das pesquisas realizadas em periódicos internacionais de alto impacto.

O OPL tem suas pesquisas direcionadas a problemas de produção e logística, com foco principal em problemas de planejamento e programação da produção, de roteirização de veículos e de fluxos em redes de transporte. Outros problemas de interesse prático nas áreas supracitadas também são potenciais objetos de estudos do OPL.

Para o desenvolvimento dos projetos, são requeridos conhecimentos essencialmente das áreas de programação matemática, otimização combinatória, heurísticas e metaheurísticas, bem como técnicas estatísticas em geral, com forte utilização de ferramentas computacionais.

indiceGrupo de Engenharia Econômica (GEE): 

Fanpage GEE

O Grupo de Engenharia Econômica (GEE) se constitui em um grupo de Extensão da UFC constituído por um conjunto de alunos de graduação e pós-graduação coordenados pelo Prof. Dr. Maxweel Veras Rodrigues. O GEE é vinculado ao Departamento de Engenharia de Produção – DEPRO, sendo voltado para a pesquisa, desenvolvimento e implementação de projetos relacionados à Engenharia Econômica das empresas em geral. Este grupo tem como objetivos: – Estimular a realização de atividades, junto a alunos de engenharia, que integram experiências de ensino, pesquisa e de extensão; – Desenvolver instrumentos de auxílio a gestão econômico- financeira e de custos de uma forma dinâmica e fácil de ser aplicada nas micro e pequenas empresas locais. Assim, o GEE visa impulsionar à economia local fomentando e implementando a elaboração de métodos e sistemas de engenharia econômica e custos mais adequados ao mercado, utilizando-se, para isso, conhecimentos acadêmicos de estudantes dos cursos de engenharia. Desta forma, é permitido aos estudantes fazer um paralelo entre a teoria e a prática, bem como se inserir no meio estratégico da economia.

14720403_1130622673689664_6943367591197483315_n

Centro de Empreendedorismo (CEMP):

Centro de Empreendedorismo – UFC

O Centro de Empreendedorismo – CEMP é um programa que tem como objetivo promover a formação de competências empreendedoras nos(as) alunos(as) e professores(as) da Universidade Federal do Ceará sob as perspectivas da inovação tecnológica e da sustentabilidade econômica, social e ambiental focando no empreendedorismo de negócios, no empreendedorismo social e no intraempreendedorismo.